Lista

Pesquisa revela escassez de líderes nas empresas nos próximos três anos

De acordo com a pesquisa “Sonhos e Pesadelos dos profissionais de RH” realizada com 379 pessoas pela Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-Nacional), em parceria com a Empreenda e a SPHINX Brasil, 63,6% dos participantes acreditam que as empresas não têm líderes suficientes para suprir as necessidades dos próximos três anos – fato que pode limitar o crescimento das empresas em um momento de expansão do País. “Existe uma consciência muito grande da importância dos líderes.

Se antigamente esse título era apenas do diretor da empresa, hoje isso vai do diretor ao chefe de turno. É uma cadeia. No entanto, há pessoas que têm muita qualidade técnica, mas não tem qualidade para liderar”, explica Eugenio Mussak, Diretor de Pesquisa da ABRH-Nacional. Atualmente, a falta de profissionais qualificados é o que mais preocupa as empresas em todo o mundo. No entanto, para as companhias que estão com os quadros de funcionários preenchidos, é importante entender que “a empresa é construída a partir de três pilares: capital, conhecimento e pessoas.

Diferentemente dos outros recursos, as pessoas não podem ser controladas, mas devem ser lideradas”, aponta Mussak. Outro problema detectado pela pesquisa da Associação é que 83,6% dos pesquisados acham que será mais difícil reter talentos em 2012 e 31% não sabem o que fazer para retê-los. “O RH deveria pensar ‘por que alguém teria vontade de trabalhar aqui?’ e, com a resposta, seria fácil descobrir como reter esses talentos.

Mas, basicamente, o profissional precisa de reconhecimento (também, monetário), oportunidade de se desenvolver e ter orgulho da empresa em que trabalha”, exemplifica.

Fonte: Revista Empresário – Serigráfico & Digital